Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CINEBLOG

CINEBLOG

Amour (2012), de Michael Haneke

Um pouco à semelhança do conceito abstrato que lhe serve de título, já muito foi escrito e falado sobre o mais recente de Michael Haneke. Amour faz parte da lista de melhores do ano de quase todos os críticos que se prezem, ganhou um amontoado impressionante de prémios e distinções e é dado como o mais do que certo vencedor do Óscar para o Melhor Filme Estrangeiro. Por isso, se não o foram ver até agora, não será o meu texto que vos fará mudar de opinião. No entanto, e como às vezes também faz bem sair do ambiente controlado de Hollywood, resolvi tentar a minha sorte com alguns parágrafos rápidos.

É um facto: Amour não deve ser visto de ânimo leve - a decisão de o estrear nesta quadra tem tanto de irónico como de cruel. É um filme sobre a velhice e a degradação do corpo humano, uma realidade inexorável que nos arromba (literalmente) a consciência quando ainda nem tivemos tempo de aquecer a cadeira.

Tal como seria de esperar de Haneke (um cineasta conhecido pela forma gelada como manipula a câmara), aqui não há músicas lamechas, nem grandes planos, nem zoom ins, nem zoom outs. Os mecanismos manipuladores da linguagem cinematográfica ficaram reduzidos ao vulgar campo-contra-campo e a um par de composições musicais clássicas enquadradas na narrativa. Tudo resto são planos fixos - ou quase - onde Haneke nos mostra aquilo que não queremos ver.

Numa altura em que os found-footage estão na moda, podemos estabelecer uma analogia que não estará muito longe do resultado final: imaginem uma câmara abandonada durante meses no quarto de um lar da terceira idade. Agora acrescentem-lhe o amor incondicional de alguém que partilhou uma vida ao lado de outra pessoa e que lhe custa a aceitar que chegou a hora de a deixar partir.

Voilá. Temos um dos filmes do ano.

****

Blogue a 24fps que não necessita de óculos 3D. Online desde 2003.

Pesquisar

 

Passatempos

Webcomic

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.