Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CINEBLOG

CINEBLOG

Como são os filmes antes dos efeitos especiais?

Se há duas décadas assistir a um making of era uma experiência quase tão mágica como assistir ao próprio filme (os cabos, as miniaturas e os animatrónicos faziam parte de um universo paralelo de awesomeness), nos últimos tempos as filmagens tornaram-se num desfile enjoativo de tecidos verdes e azuis, com imenso potencial para ser ridicularizado.

A pensar nisso, o criador do tumblr Before VFX fez um serviço à comunidade e compilou num mesmo espaço virtual uma série de imagens onde se pode ver o que acontece realmente durante as filmagens, antes de serem aplicados os efeitos visuais.

Porque todos gostamos de ver gente rica a fazer figura de urso.

E morreram felizes para sempre

Para Thomas Czarnecki não existem finais felizes. Através do projeto fotográfico From Enchantment to Down, o fotógrafo francês prova que, para as princesas Disney, o viveram felizes para sempre é um estado passageiro que termina com uma morte trágica e solitária, longe dos príncipes encantados e dos seus cavalos brancos.

 

A coleção completa de fotografias podem ser vista aqui

Conheçam Olive, a primeira longa-metragem filmada com um telemóvel.

Que é cada vez mais fácil fazer um filme, isso ninguém duvida. Nos últimos anos têm chegado ao mercado vários equipamentos que nos permitem filmar com uma qualidade mais do que aceitável e a preços relativamente em conta (ainda é preciso fazer um esforço, mas nada que envolva hipotecar a casa).

 

Olive é um desses casos. Filmada totalmente com um smartphone (um Nokia N8), esta longa-metragem foi realizada por Hooman Khalili e Pat Gilles e financiada com a ajuda de fundos independentes.

 

Para quem estiver curioso em ver o resultado final (até porque deve estar quase a chegar ao circuito dos festivais), aqui ficam os primeiros 5 minutos. A fotografia é limitada, é certo, e para ser sincero acho que o facto de terem usado todo este aparato acabou por matar um pouco o conceito de "filmado com o telemóvel". Mas não deixa de ser interessante. Que venham mais.

Afinal as casas podem mesmo voar

 

O programa How Hard Can It Be?, da National Geographic, enviou um grupo de cientistas e engenheiros para o deserto Mojave, no Sul da Califórnia, para tentar fazer voar uma casa com a ajuda de balões de hélio.

O resultado pode ser visto aqui e iria deixar o Carl Fredricksen orgulhoso. O próximo passo é construir um robô para limpar o lixo gerado pela humanidade.

The Social Network e a arte de criar gémeos


É inegável que a criação e incorporação dos gémeos Winklevoss em The Social Network é um dos melhores exemplos que podemos encontrar de efeitos visuais não intrusivos.

Apesar de terem sido dois atores a dar o corpo aos personagens (Armie Hammer e Josh Pence), apenas a cara de Armie Hammer teve direito a aparecer na versão final. Se quiserem saber como isso foi possível basta clicarem aqui.

Siga-nos:

Blogue a 24fps que não necessita de óculos 3D. Online desde 2003.

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.