Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CINEBLOG

CINEBLOG

Como saber se uma notícia é falsa para totós

Este blogue não tem qualquer ambição jornalística. Não estou à frente de nenhuma redação nem lidero qualquer espécie de equipa de investigação. Sou apenas um gajo atrás de um computador e espero que assim continue por muitos e bons anos.

Durante estes quase 11 anos a dar notícias sobre o mundo da sétima arte da forma o mais informal possível, cruzei-me com vários rumores descabidos que o meu senso comum prontamente descartou. Nunca pensei que esse senso comum fosse uma habilidade que precisasse de ser ensinada (e quem sou eu para ensinar seja o que for?), mas parece que me enganei.

Por isso, e para evitar que os orgãos de comunicação social continuem a fazer figura de urso, resolvi criar um pequeno guia para ajudar os jornalístas mais distraídos a distinguir uma notícia verdadeira de um perfeito disparate em apenas 3 passos.

1. Confirmar a credibilidade da fonte

Vamos começar com um exemplo fictício: imaginemos que alguém partilha no Facebook uma notícia sobre uma hipotética participação de um ator português numa série norte-americana. O primeiro passo é tentar descobrir qual foi o primeiro site a publicar essa notícia e tentar perceber que site é esse.  Existem alguns indícios subtis que podem indicar que estamos perante uma notícia falsa. À primeira vista o olhar experiente de um jornalista pode não reparar que o referido site não tem mais nenhuma notícia publicada e que o URL é bastante suspeito. Não vos quero obrigar a reparar nesses pormenores, mas podem ser uma pista importante.

2. Cruzar informação ao estilo do Google News

Pronto, o site é suspeito mas a informação até pode ser verdadeira, não é? Sim, é possível. Não vos vou pedir que levantem o rabo da cadeira (não sou cruel a esse ponto) por isso vamos lá voltar à internet. Existe uma ferramenta muito fofa chamada Google News que faz um levantamento de notícias. Com uma simples pesquisa é possível saber se há mais sites a falar de um determinado assunto. Se todos mencionarem a mesma fonte suspeita, há fortes probabilidades de a notícia não ser verdadeira.

3. Dar uma vista de olhos aos comentários nas redes sociais

Se mesmo assim acham que a notícia pode ser verdadeira, então está na altura de repensarem a vossa vocação. Podem ainda ler os comentários do Facebook da publicação original (onde é provável que alguém já tenha dito que aquilo é falso), mas é pouco provável que isso vos impeça de fazer figura de urso.

3 comentários

Comentar post

Blogue a 24fps que não necessita de óculos 3D. Online desde 2003.

Pesquisar

 

Webcomic

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.