Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CINEBLOG

CINEBLOG

Parem as máquinas! O primeiro trailer de "Captain America: Civil War" chegou.

civilwartrailer1.jpg

Saído diretamente do talkshow do Jimmy Kimmel, chegou à rede o primeiro trailer de "Captain America: Civil War", o grande evento cinematográfico da Marvel para 2016.

Joe e Anthony Russo regressam à cadeira de realizador depois do bem sucedido "Winter Soldier" e a estreia em Portugal está agendada para 28 de abril do ano que vem.

Sinceramente estava à espera de um trailer mais... orgásmico. Mas é aceitável. Não nos podemos esquecer que é apenas o primeiro trailer e que uma série versões devem começar a nascer como cogumelos durante os próximos meses.

Ver mais )

Revolução criativa nos estúdios Marvel. Afinal pode-se mexer em equipa vencedora.

marvelstudios.jpg

Apesar da imagem pública de aparente sucesso e tranquilidade, a Marvel Studios está a sofrer a maior revolução criativa e institucional da sua história.

Por um lado, a Disney resolveu finalmente afastar da cadeia criativa o "excêntrico" Ike Perlmutter, CEO da Marvel Entertainment e até à data uma figura essencial no desenvolvimento do Marvel Cinematic Universe. A partir deste momento Kevin Feige, o presidente da Marvel Studios, só tem de responder ao presidente da Disney.

Por outro lado, foi também desmantelado o comité criativo formado por Alan Fine, sócio de Perlmutter, o argumentista Brian Michael Bendis e Joe Quesada, histórico editor da Marvel e atual conselheiro criativo.

Mas não era suposto não se mexer numa equipa vencedora?

Vamos por partes. Primeiro convém perceber quem é Perlmutter

Isaac "Ike" Perlmutter é um milionário de 72 anos, com uma fortuna pessoal avaliada em mais de 4 mil milhões de dólares. Em 1997 ajudou a Marvel a sair da bancarrota e antes da empresa ser comprada pela Disney, Perlmutter era o máximo acionista da Marvel. Isso colocou-o num patamar priveligiado quando a empresa deu o salto definitivo para o cinema com a criação da Marvel Studios. Tudo isto não seria problema se Perlmutter não tivesse um feitio muito peculiar e uma relação muito chegada ao dinheiro (este senhor geria literalmente os custos de uma mega empresa como se gere uma mercearia).

Por exemplo, foi Perlmutter que recusou o aumento salarial pedido pelo Terrence Howard para o "Iron Man 2", substituindo-o por um Don Cheadle mais barato (segundo ele ninguém ia notar a diferença porque "todos os negros são iguais"). Conta-se também que Perlmutter é o responsável pela ausência de brinquedos da "Black Widow", já que "personagens femininos não vendem brinquedos".

O momento mais crítico da sua intervenção, que acabou por ser a gota de água na relação com Kevin Feige, aconteceu em 2013, quando um impasse salarial obrigou Robert Downey Jr. a intervir para evitar o pior. Jeremy Renner, Scarlett Johansson, Chris Hemsworth, Mark Ruffalo e Samuel L. Jackson pediam um salário e comissões maiores, algo que Perlmutter considerou intolerável.

Já ontem, o site Birth Death Movies anunciou também o fim do comité criativo da Marvel Studios. Segundo o artigo, a influência deste grupo nem sempre foi a mais benéfica para os estúdios, motivando, por exemplo, as críticas de Joss Whedon (que recusou realizar um terceiro "Avengers" cansado das castrações criativas) e a saída de Edgar Wright de "Ant-Man".

Oficialmente, a Disney afirma que estas alterações são apenas um passo lógico na integração da Marvel com a Disney. De acordo com as declarações de um porta-voz da Disney, "A Marvel une-se assim à Pixar e à Lucasfilm na centralização das funções cinematográficas em Burbank e o presidente Feige e o co-presidente, Louis D’Esposito, continuam a liderar os estúdios".

Mas todos sabemos que o que realmente importa está naquilo que não é oficial.

"Spider-Man" já pode juntar-se aos "Avengers"

spideravengers.png

E o momento porque todos esperávamos chegou finalmente. Segundo o The Hollywood Reporter, o "Spider-Man" vai fazer parte do universo cinematográfico da Marvel Studios.

Apesar do último reboot do franchise do nosso amigo aracníde ter sido há apenas três anos, a verdade é que a nova versão nunca foi muito bem recebida pelos fãs. Por isso, e também porque a Sony Pictures não está a passar pelo seu melhor momento, o inevitável aconteceu e a gigante nipónica rendeu-se à Disney/Marvel

No entanto, e é importante reforçar isso, a Sony não vai abdicar dos direitos do personagem. A Sony e a Marvel Studios vão iniciar uma parceria que vai permitir inserir o personagem no universo "Avengers".

Vamos lá ver o que significa esta parceria em termos práticos.

- Em primeiro lugar o reboot do Marc Webb fica sem efeito e a coisa volta a recomeçar do zero.

- O novo "Spider-Man" vai aparecer pela primeira vez num outro filme da Marvel, provavelmente o "Captain America: Civil War" (ainda estou para ver como vão meter tanta gente lá).

- Em 2017 vai ser lançado um primeiro filme a solo do personagem. Para este filme Kevin Feige, presidente de Marvel, vai fazer equipa na produção com a Amy Pascal, presidente da Sony Pictures, para decidirem os pormenores deste novo reboot.

- A Sony vai continuar a ter a última palavra no controlo criativo e vai continuar a financiar e a distribuir os novos filmes, que poderão ainda contar com personagens da Marvel Studios.

Nada mau, hein?

Despachem-se! A Marvel está a disponibilizar dois episódios completos do Spider-Man japonês dos anos 70.

spider-manjapones.png

Acham o Spider-Man demasiado mainstream? Então e se, em vez do marrão do Peter Parker e da sua aranha radioactiva lamechas, o nosso amigo aracnídeo fosse na verdade Takuya Yamashiro, um japonês amante de motas, que recebeu os poderes para ajudar numa guerra intergalática contra o terrível Professor Monster? Aliás, e se, para além do fato vermelho e azul, tivesse ainda uma nave espacial que se transformasse num robô gigante chamado Leopardon?

Se isto é tudo o que sempre quiseram do Spider-Man mas nunca tiveram coragem de pedir, passem pelo Marvel.com e assistam a dois episódios da versão japonesa live action dos anos 70 do Spider-Man.

É o melhor que podem fazer com as vossas vidas neste chuvoso dia de janeiro.

P.S. Aqui fica o trailer para aguçar o apetite.

Marvel anuncia o seu futuro. "Civil War, "Guardians of the Galaxy 2", "The Avengers 3" e muito mais

avengers3.jpg

Numa cerimónia no mítico "El Capitan", a Marvel Studios anunciou esta tarde os seus planos para o futuro. Estão preparados? Ora vamos lá começar pelo início:

   - Vamos ter um novo "Captain America" e não é um qualquer. Bem vindos à "Civil War". Boom! A estreia está marcada para 6 de maio de 2016.

   - A 4 de novembro do mesmo ano teremos a estreia de Cumberbatch (Esperemos! Afinal parece que ainda não está confirmado) como "Doctor Strange".

   - "Guardians of the Galaxy 2" vai chegar em 5 de maio de 2017.

    "Thor: Ragnarok" chega a 18 de julho de 2017.

   -  Alguém pediu um "Black Panther"? Ele vai chegar a 3 de novembro de 2017, com Chadwick Boseman no papel principal (aqui fica um concept art).

    "Captain Marvel" e "Inhumans" chegam a 6 de julho e 2 de novembro de 2018 respetivamente, intercalados por...

(drumroll*)

   -  "The Avengers 3: Infinity War", que nos vai chegar em duas partes: 4 de maio de 2018 e 3 de maio de 2019.

E agora DC? 

 

 

Os "The Avengers" que se cuidem: Cumberbatch é Doctor Strange

cumberbatch.jpg

Depois de meses e meses de rumores (apesar de não me queixar da escolha, tenho curiosidade em saber como se sairia o Joaquin Phoenix no papel), está finalmente escolhido o Doctor Strange da Marvel. 

Benedict Cumberbatch, o já imortal Sherlock da BBC, ficou com o papel do neurocirurgião/feiticeiro/protetor da terra que vai certamente ser uma figura de destaque na constituição do futuro cinematográfico da Marvel em geral e dos novos "The Avengers" em particular.

Da minha parte só tenho a dizer que o "The Avengers 2" deixou de parecer tão interessante. Podemos passar logo para o 3?

Blogue a 24fps que não necessita de óculos 3D. Online desde 2003.

Pesquisar

 

Webcomic

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.