Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CINEBLOG

CINEBLOG

A Netflix vai "all in" na Comic-Con 2016: Trailers de "Luke Cage", "Iron Fist" e "The Defenders"

netflixmarvelcc2016.jpg

Já arrancou mais uma Comic-Con de San Diego, aquela que é provavelmente a mais popular convenção de banda-desenhada e cultura pop da atualidade. Sem os painéis da Universal, Fox e Sony e com a Paramount dedicada exclusivamente ao novo "Star Trek", a edição 2016 parece trazer uma interessante mudança de paradigma.

Quem parece estar a aproveitar a ausência dos gigantes é a Neftlix que na última madrugada trouxe um painel absolutamente explosivo.

Ora vejamos:

Ver mais )

Todos os 727 episódios do "Star Trek" chegam em breve à Netflix nacional

startrektos.jpg

Boas notícias para todos os trekkies com assinatura da Netflix. Aproveitando a estreia de "Star Trek Beyond" (que por sinal está a ter ótimas críticas), a gigante norte-americana de streaming anunciou a aquisição dos direitos de transmissão internacional dos 727 episódios de todas as séries relacionadas com o franchise (ou seja, “Star Trek: The Original Series”, “Star Trek: The Next Generation”, “Star Trek: Deep Space Nine”, “Star Trek: Voyager” e “Star Trek: Enterprise”).

Para além da colosal biblioteca televisiva, a Netflix garantiu ainda os direitos exclusivos da transmissão internacional da futura nova série da CBS, produzida por Alex Kurtzman e Bryan Fuller, e que estreia em janeiro de 2017 nos states.

O legado televisivo "Star Trek" deve chegar à Netflix nacional durante este ano, por isso prevêem-se dias complicados para a vida social de milhares de entusiastas da ficção científica.

 

O trailer da nova série do "MacGyver" já anda por aí

macgyvertrailertv.jpg

Como aqui há uns tempos anunciei o protagonista do reboot televisivo do "MacGyver" e não sou gajo para deixar as coisas a meio, aqui fica o primeiro trailer da nova série da CBS.

Tendo em conta a intensidade do cheiro a "cancelado depois da primeira temporada", provavelmente é a última vez que vou falar disto.

Parece que este pessoal não aprendeu nada com o "Knight Rider" de 2008.

Ver mais )

"The Boys", de Garth Ennis, a caminho da televisão

theboyscinemax.jpg

Seth Rogen e Evan Goldberg escolheram o Cinemax como a casa da adaptação televisiva de "The Boys", um banda-desenhada recheada da sempre saudável hiperviolência, escrita por Garth Ennis com arte de Darrick Robertson.

"The Boys" acompanha a história de um esquadrão de super-heróis às ordens da CIA que tem como missão controlar os excessos da comunidade de super-heróis.

Depois de "Preacher" (que chega em breve ao AMC), esta torna-se assim na segunda série escrita por Garth Ennis a dar o salto para o grande ecrã pelas mãos de Rogen e Goldberg

Alguém têm dúvidas que "Crossed" vai ser a próxima?

Novo trailer de "Jessica Jones". Cacetada ao som de Prodigy

jessicajonestrailer2.jpg

Se andam à procura de razões para renovar a Netflix depois do mês de experiência, aqui fica uma bem gorda. 

Foi lançado hoje o segundo trailer de "Jessica Jones", a segunda das quatro séries da Marvel planeadas em exclusivo para a plataforma ("Daredevil", "Luke Cage" e "Iron Fist" são as outras três).

Neste segundo trailer o foco está mais uma vez no personagem de Zebediah Killgrave, o vilão interpretado por David Tennant, que tem como superpoder a capacidade de fazer com que todos cedam à sua vontade.

Não vai ser fácil superar a grandiosidade (a vários níveis) do Wilson Fisk do Vincent D'Onofrio, mas algo me diz que o Tennant é o homem certo para o desafio.

A primeira temporada completa chega à Netflix a 20 de novembro.

Trailer de "The Girlfriend Experience". As 50 sombras televisivas de Soderbergh.

gfextrailer.jpg

O canal responsável por "Ash vs. Evil Dead" continua a sua demanda de se tentar tornar num dos maiores players do panorama televisivo americano.

Com Steven Soderbergh na cadeira de produtor, o Starz divulgou o primeiro trailer de "The Girlfriend Experience", série baseada no filme homónimo do próprio Soderbergh, na altura protagonizado pela atriz porno Sasha Grey.

Para a série, Sasha Grey foi substituída por Riley Keough, a ruiva do "Mad Max Fury Road", no papel de uma estudante de direito que acaba envolvida no mundo da prostituição.

Este é o regresso de Soderbergh à função de produtor, depois de no passado ter produzido para o Cinemax o interessantíssimo "The Knick", com Clive Owen.

Crítica TV: "Ash vs. Evil Dead" (ep. 1) - O rei está de volta

ashevildeadpilotreview.jpg

Assistir ao regresso de um personagem tão amado como o Ash é um pouco como voltar ao tal sítio onde já fomos felizes. A expetativa é tanta e as emoções estão tão misturadas que já não sabemos muito bem se gostamos porque de facto é bom, ou se queremos tanto gostar que acabamos por fazer a vontade à nostalgia.

"Ash vs. Evil Dead" é essa viagem até à casa onde crescemos mas onde não pomos os pés desde os 10 anos de idade. Ao princípio tudo parece estranho, exagerado e demasiado diferente. Mas passado uns minutos começamos a reconhecer os padrões e as sensações e acabamos por nos lembrar porque é que gostávamos daquilo.

O primeiro episódio tem tudo aquilo que os fãs desejaram durante tantos anos. Temos o Bruce Campbell a fazer de Ash (no fundo o único papel que sabe fazer) dirigido pelo Sam Raimi. 30 anos depois. Nem mais nem menos.

O balanço entre a comédia e o terror continua exemplar, com o Raimi a saber moldar a seu bel-prazer a canastrice natural do Bruce Campbell. Ash voltou a libertar o mal (uma mistura entre zombies e demónios cartoonescos e exagerados como sempre, mas nem por isso menos assustadores), desta vez para impressionar uma amante de poesia durante uma noite de ganzas. A primeira reação foi fugir (obviamente), mas depois da insistência do seu colega de trabalho, lá acabou por voltar a dar uso à motosserra.

Como isto é uma série (que aliás já foi renovada para uma segunda temporada), e para bem da narrativa, tiveram de se arranjar personagens novas para acompanhar Ash na sua demanda. Aparentemente a coisa resulta. Pablo e Kelly parecem ser carismáticos e interessantes o suficiente para não serem apenas carros-vassoura do protagonista. Em relação à genérica agente Amanda Fisher tenho algumas reticências que só o tempo poderá esclarecer.

Pena o excesso de gore CGI, substituto inglório dos litros e litros de sangue falso deliciosamente vermelho dos velhos tempos.

Uma coisa é certa: dificilmente os fãs poderiam pedir melhor regresso. Quer dizer... só um novo filme.

 

"Watchmen" a caminho da HBO?

watchmenhbo.jpg

Quando menos se esperava, uma notícia toma de assalto o universo geek

Para aproveitar esta era de particular prestígio da televisão norte-americana, o Zack Snyder e a Warner andam a tentar levar os "Watchmen" para a HBO.

Não é novidade para ninguém que, em teoria, o formato de série televisiva encaixa que nem uma luva na filosofia e ambição do original do Alan Moore. Agora resta saber se se vão contentar em fechar a narrativa aos escritos do Moore ou se vão usar aquilo como ponto de partida para outra coisa. 

Blogue a 24fps que não necessita de óculos 3D. Online desde 2003.

Pesquisar

 

Webcomic

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.