Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CINEBLOG

CINEBLOG

Battle Royale

Realizado por Kinji FukasakuBaseado na obra de Koshun TakamiCom Tatsuya Fujiwara, Aki Maeda e Taro Yamamoto
Imagina-te numa viagem de estudo com os teus amigos... Tudo corre bem! Agora imagina que ao passar por um longo tunel adormeces e que acordas numa estranha sala de aula rodeada de soldados e com um professor que já não vês há 2 anos... As coisas começam a complicar-se. E se o professor te disser que acabaste de entrar num concurso em que tens de matar todos os teus amigos no prazo de 3 dias se não morrem todos? Pois foi exactamente isso que aconteceu ás personagens deste filme.
Se este filme tenta transmitir uma mensagem de alerta sobre o estado da educação japonesa, acho muito bem. Se este filme tenta ser uma satira á sociedade actual, perfeito. Mas será isso que faz com as pessoas aluguem ou saquem da net este filme? Ou será a sua história tão polémica como sangrenta, os adolescentes com uma quantidade de sangue acima do permitido fisicamente e as mini-saias das estudantes japonesas? Certamente que a resposta será a segunda. Por isso digo a todos os que não tem o habito de ver filmes japoneses que abram uma excepção e que vejam esta obra prima do terror asiatico e mundial. Acreditem que são raros os filmes de terror que nos envolvem desta maneira na sua trama e que nos fazem disfrutar tanto das suas mortes (que são muitas, diga-se de passagem)
Com uma banda sonora de proporções épicas e uma historia para proponer aos criadores de reality shows.


No ouvido (em ingles...):
Professor Kitano: Here's your list of friends in the order they died.

Professor Kitano: So today's lesson is... you kill each other off 'til there's only one left. Nothing's against the rules.

Niida: I'm in love with you, for real, from before.
Chigusa: Wow, great. Wash your face and try again, if you survive.
Niida: Wait, you're a virgin, right?
Chigusa: Piss... me... off. God, did I just hear this idiot right?

Shougo Kawada: There's a way out of this game. Kill yourselves together, here, now. If you can't do that, then don't trust anyone... just run.


Mystic River

Tres inseparáveis crianças (Dave, Sean e Jimmy) brincam na rua como se de um dia vulgar se tratasse... só que não o é. Um homem fingindo-se passar por polícia obriga Dave a subir para o seu carro e rapta-o durante quatro dias submetendo-o a intensos abusos sexuais, felizmente consegue fugir, mas a sua vida foi alterada para sempre...
Uns anos mais tarde quando os tres amigos já não são mais crianças, a filha de Jimmy (Sean Penn) é brutalmente assassinada, o inspector encarregado de investigar o caso é Sean (Kevin Bacon) e o suspeito numero um é... Dave (Tim Robbins). Este é o ponto de partida para um filme que nos mostra uma das mais emocionantes e bem conseguidas interpretações de Sean Penn (nunca o desespero e revolta de um pai foi tão convincente no cinema...). Oscar?? Porque não... tem tudo para pelo menos ser nomeado. Mas não é o único, a Tim Robbins calhou-lhe o papel mais complexo... representar o perturbado Dave de forma a que a dúvida sobre a sua condição psicologica se mantesse constante ao longo do filme não foi tarefa fácil, mas foi extraordináriamente bem conseguido...
Se quiserem ver um filme que vos envolva desde o príncipio ao fim na sua intensa historia cheia de reviravoltas centrada na realidade urbana dos estados unidos e não só, aqui está ele!
Com um argumento intenso (recorde-se que se trata da adaptação da obra prima de Dennis Lehane), este é o filme mais bem concebido do ano a nível de representação.
A única critica que lhe posso fazer é ao final excessivamente longo... não era necessário e torna-se incómodo. Se o filme tivesse acabado depois da conversa entre Jimmy e Sean seria melhor... até porque foi no meio daquela estrada que tudo começou.
Um dos melhores do ano e o melhor de Clint Eastwood.
A não perder!


No ouvido:
Jimmy: We bury our sins here, we wash them clean.

Brendan: I know you can talk, so say you love me!

Jimmy: This part... you do alone.

Brendan: Do you love me Ray? Do you love me enough to kill my fucking girlfriend?



Siga-nos:

Blogue a 24fps que não necessita de óculos 3D. Online desde 2003.

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.