Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CINEBLOG

CINEBLOG

Constantine


2005
COM: Keanu Reeves, Rachel Weisz, Shia LaBeouf entre outros...
REALIZADO POR: Francis Lawrence


"Tem o Keanu Reeves, efeitos especiais, é baseado numa BD e realizado por um tipo que só realizou video-clips... É uma porcaria, de certeza..." - por favor, não façam este racciocínio... deêm uma oportunidade a este filme, e vão ver que não se vão arrepender.

É certo que este filme está repleto de efeitos especiais, mas ao contrário do que possam pensar ao ver o trailer, eles não estão aí só para ficarem bem. Eles são usados quando o argumento precisa deles. O filme está longe de girar à volta deles.

E em relação ao Keanu Reeves... ele não esteve assim tão mal. É certo que não é o melhor actor do mundo, mas acho que aqui esteve bastante bem. Não pensem no Constantine original... pensem nele como uma personagem nova

Este filme é uma espécie de aula sobre demoniologia, baseada em algumas das teorias conhecidas sobre o assunto, com a presença de um curioso anjo Gabriel (aquele anjo que se arma sempre em esperto), e do próprio Lúcifer (eu confesso que gostei bastante desta representação do principe das trevas)

Em relação à Rachel Weisz, depois de enfrentar a "Múmia" tem aqui um desafio um pouco mais complicado, mas do qual ela sai airosa como sempre!

Se querem um filme com um argumento surpreendentemente interessante (principal tendo em conta o género de filme que é), com boas e suficientes cenas acção, um ambiente deliciosamente sombrio e um protagonista cheio de estilo, não hesitem... Este filme é para vocês!

(7/10)

NO OUVIDO:
Constantine: I'm Constantine... John Constantine, asshole.

Angel Gabriel: You're fucked.

Constantine: God is a kid with an ant farm.

Constantine: [para a aranha] Welcome to my life...

Constantine: What if I told you that God and the devil made a wager,
a kind of standing bet for the souls of all mankind?

Angela: I don't believe in the devil.
Constantine: Well you should...He believes in you.

"Razzies 2005" - os vencedores


Aqui estão eles... os "vencedores" da última edição dos Razzies...

PIOR FILME
Catwoman

PIOR ACTOR
George W. Bush / Fahrenheit 9/11

PIOR ACTRIZ
Halle Berry / Catwoman

PIOR ACTOR SECUNDÁRIO
Donald Rumsfeld / Fahrenheit 9/11

PIOR ACTRIZ SECUNDÁRIA
Britney Spears / Fahrenheit 9/11

PIOR DUPLA
George W. Bush & EITHER Condoleeza Rice OR His Pet Goat / Fahrenheit 9/11

PIOR REMAKE OU SEQUELA
Scooby-Doo 2: Monsters Unleashed

PIOR REALIZADOR
Pitof / Catwoman

PIOR ARGUMENTO
Catwoman / Escrito por Theresa Rebeck, John Brancato, Michael Ferris e John Rogers

(Estes tipos são mais previsíveis que os próprios Óscares...)

Mar Adentro


2004
COM: Javier Bardem, Belén Rueda, Lola Dueñas
REALIZADO POR: Alejandro Amenábar


Quando se juntam dois dos maiores génios do cinema europeu (Bardem e Amenábar), o resultado só pode ser magnífico...

"Mar Adentro" é um drama dos antigos, mas é sobretudo um filme sobre a vida, e o prazer de viver. Não se trata aqui de incitar ninguém ao suicídio, mas sim de tentar transmitir ao espectadores, o verdadeiro significado da vida.

Este é daqueles filmes que tanto nos pode fazer sorrir (e tem uma mão cheia de bons momentos de humor), como nos pode fazer chorar como se não houvesse amanhã, mostrando-nos mais uma vez, que Amenábar é um mestre a construir diálogos e a transmitir sensações (para os que ainda não viram, recomendo que vejam já o "Abre los Ojos", e não se fiquem pela versão americana, que mesmo sendo acima da média, não consegue igualar o original).

Bardem está absolutamente fantástico... Ele é Ramón Sampedro, e ponto final. Não há palavras para o descrever como actor... se houvesse justiça em Hollywood, o Óscar ia para ele... (nem sequer foi nomeado, vejam lá...). Ele consegue criar uma empatia imediata entre o seu personagem e o público, fazendo-nos ficar tristes quando Ramón está triste, e contentes quando Ramón está contente... Mesmo que esse contentamento seja apenas aparente.

Todo o filme é uma lição de humanismo do princípio (do curioso principio) ao fim (ao triste fim...), e se há uma cena que tenho que destacar, é a do diálogo entre o padre tetraplégico e Ramón ... Absolutamente genial.

Com este filme, Amenábar só vem confirmar o que todos sabemos. Que é um dos maiores realizadores da sua geração, e que tem um fascínio pela morte em todos os seus domínios ("Tesis", "Abre los Ojos" e "Los Otros", todos eles eram sobre a morte...)

(estão a ver portugueses? Isto é storytelling... nao é americano, nao é pretensioso, pode ser comercial e mais importante que tudo... é cinema, coisa que cá não se faz.)

(10/10)

NO OUVIDO:
Ramón: ¿Me das una calada?
Julia: ¿Tu fumas?
Ramón: De vez en cuando, por si me mata, pero nada.

Marc: señorías, en un Estado que se declara laico, que reconoce el derecho a la propiedad privada, y cuya constitución recoge también el derecho a no sufrir torturas ni tratos degradantes, cabe deducir que quien considere su condición degradante, como Ramón Sanpedro, pueda disponer de su propia vida. De hecho, nadie que intente suicidarse y sobreviva es procesado después...

Ramón: ¡ No deja de sorprenderme que muestre usted tanta sensibilidad ante mi vida... teniendo en cuenta que la institución que usted representa acepta al dia de hoy nada menos que la pena de muerte y la guerra, y durante siglos condenó a la hoguera a los que no pensaban correctamente!
Padre Francisco: ¡Ahora el que esta haciendo demagogia es usted!
Ramón: ¡Si, claro! ¡Pero, dejándonos de eufemismos, como usted dice, eso es lo que habrían hecho conmigo, ¿no?! ¡Quemarme vivo! ¿Quemarme por defender mi libertad!
Padre Francisco: ¡ Amigo Ramón, amigo Ramón! ¡Una libertad que elimina la vida no es libertad!
Ramón: ¡ Y una vida que elimina la libertad tampoco es vida! ¡Y no me llame amigo!

Julia: ¿Quién es Ramón?

Ramón: Mar adentro, mar adentro, y en la ingravidez del fondo, donde se cumplen los sueños, se juntan dos voluntades para cumplir un deseo.
Tu mirada y mi mirada como un eco repitiendo sin palabras: más adentro, más adentro, hasta el más allá del todo por la sangre y por los huesos.
Pero me despierto siempre y siempre quiero estar muerto para seguir con mi boca enredada en tus cabellos.

O Post dos Posters #2

Admitam... já tinham saudades dos posters, não?... Pois... eu sei! Por isso, aqui fica mais um post dos posters.

(E desta vez estão simétricos...)

Por isso, da esquerda para a direita: "Window Theory", "State Property 2", "Mail Order Wife", "Hostage", e os meus favoritos "League of Gentlemen Apocalypse" (sim, são esses! E podem ver o trailer aqui), e "D.E.B.S", as colegiais que lutam contra o crime... (conceito interessante, não?! e com trailer e tudo...)

Million Dollar Baby


2004
COM: Clint Eastwood, Morgan Freeman, Hilary Swank, entre outros...
REALIZADO POR: Clint Eastwood


Todos sabemos que foi como actor que Clint Eastwood ficou conhecido... ele era o eterno cowboy, o macho man da sua geração... o duro!

Por isso poucos esperavam que ele se tornasse um realizador tão dotado. A forma como ele consegue dominar todos os aspectos de um filme de uma forma tão emotiva, é de facto um mistério.

Não é só a música, nem os planos cuidadosamente escolhidos, nem sequer o fantástico jogo de sombras... É tudo. Neste filme nada escapa ao olho de Eastwood. (que para além de revelar-se um mestre atrás das camaras, vem mostrar que ainda está em forma como actor).

Esta poderia muito bem ser apenas a versão feminina de Rocky... mas não é. É muito mais. E para isso muito contribuiu uma Hilary Swank absolutamente fabulosa... Aquela moça tem-se revelado uma extraordinária actriz, e se não levar mais um óscar este ano, não é pela "não qualidade", mas sim pelas estranhas jogadas de marketing da Academia.

Este não é um filme de boxe... este é um drama daqueles dos antigos, com uma última meia hora de bradar aos céus, e "qualidade" escrito por todo o lado (ok, tirando aqueles adversários surpreendentemente estereótipados... ali podia ter havido mais profundidade) ...

Para aqueles que não tem paciencia para ler os comentários completos, aqui fica o resumo de tudo o que foi dito:

O filme é bom?... Sim, muito!

(9/10)

NO OUVIDO:
Frankie Dunn: You forgot the rule. Now, what is the rule?
Maggie Fitzgerald: Keep my left up?
Frankie Dunn: Is to protect yourself at all times. Now, what is the rule?
Maggie Fitzgerald: Protect myself at all times.
Frankie Dunn: Good. Good.

Maggie Fitzgerald: I saw your last fight. You were on your face so much I thought the canvas had titties.

Frankie Dunn: How many times do I got to tell you that bleach is bleach.
Frankie Dunn: Why can't you just buy the cheap stuff, you always have to buy the expensive stuff.
Eddie Scrap-Iron Dupris: It smells better Frankie.
Frankie Dunn: Bleach smells like bleach.

Frankie Dunn: "Mo cuishle." It means "my darling. My blood."

Maggie Fitzgerald: I'm 32, Mr. Dunn, and I'm here celebrating the fact that I spend another year scraping dishes and waitressing which is what I've been doing since 13, and according to you I'll be 37 before I can even throw a decent punch, which I have to work on this speed bag for a month God's simple truth. Other truth is, my brother's in prison, my sister cheats on welfare by pretending one of her babies is still alive, my daddies dead, and my momma weighs 312lbs. If I was thinking straight I'd go back home, find a used trailer, buy a deep fryer and some oreos, problem is this the only thing I ever felt good doing. If I'm too old for this then I got nothing. That enough truth to see to you?

Frankie Dunn: How many eyes do you need to finish this fight?
Maggie Fitzgerald: One's enough.

Os Post dos Posters

Se há coisa que vocês já devem saber que eu gosto, é de posters!
Não há coisa mais bonita do que um poster bem feito!

Por isso hoje vou bater um recorde: Vou publicar 7 posters de filmes diferentes! Isso mesmo, 7!!

(eu também acho um exagero, mas os responsáveis pelas promoções dos filmes resolveram lançar tudo agora)

Por isso, começando da esquerda para a direita, podem ver os novos posters de: "Miss Congeniality 2", "Madagascar", "Assault on Precinct 13", "House of D", "Fever Pitch", "Interpreter" e "Dark Water"... ufff...



Isto ficou com um aspecto esquisito... Parece um painel de anúncios...

(Foi pena não serem oito... Pelo menos ficava simétrico.)

The Aviator


2004
COM: Leonardo DiCaprio, Cate Blanchett, Kate Beckinsale, entre outros
REALIZADO POR: Martin Scorsese


Se há uma razão pela qual eu gosto de ver estas biografias é porque pelo menos fico a conhecer pessoas das quais não sabia nada... (sim, eu confesso que deste Howard Hughes não sabia absolutamente nada). Só por essa razão já vale a pena ir ver o filme.

Agora em relação ao resto, este é sem dúvida um bom filme, muito bem realizado (aquele pormenor de usar várias cores ao longo das épocas é no mínimo curioso), e que consegue transmitir todo o glamour da época que narra, de uma forma deliciosa e apelativa... (mesmo que Di Caprio, fisicamente, pouco ou nada tenha de Howard Hughes).

Mas nada mais do que isso... Não lhe consigo encontrar as virtudes que lá para os lados de Hollywood dizem que tem. Não é (e está muito longe disso) o melhor trabalho de Scorcese... e nem sequer o melhor trabalho de Di Caprio, mesmo que esteja muito bem.

Quem também está bem (pelo menos na minha opinião) é Cate Blanchett, que mesmo não sendo nada parecida a Hepburn, consegue uma interpretação o suficientemente credível para que em certos momentos pensemos que estamos mesmo a ver a autêntica... (Assim como Jude Law, que o pouco que faz, faz bem!)

Mas mesmo assim, não vejo aqui razão para o Óscar... Mas pronto... Se os tipos da Academia decidiram dar este ano o prémio a Scorcese (se calhar ainda antes de verem o filme), eles lá sabem!

(7/10)

NO OUVIDO:
Howard Hughes: You feel like a little adventure?
Katharine Hepburn: Do your worst, Mr. Hughes.

Howard Hughes: Do you know those men? Do they work for me?
Noah Dietrich: Everybody works for you, Howard.

Howard Hughes: The wave of the future.

Howard Hughes: You want to go to war with me?
Sen. Ralph Owen Brewster: It's not me, Howard. It's the United States Government. We just beat Germany and Japan. Who the hell are you?

Howard Hughes: I want ten chocolate chip cookies. Medium chips. None too close to the outside.

[primeiras palavras]
Allene Hughes: Q-u-a-r-a-n-t-i-n-e.
Young Howard Hughes: Quarantine. Q-u-a-r-a-n-t-i-n-e. Quarantine.

Spielberg e Cruise vão voltar...

Que Spielberg e Cruise gostam de trabalhar juntos, não é novidade para ninguém... O que sim é novidade é o facto de eles já estarem a planear o próximo filme em conjunto, depois, está claro, do "War of the Worlds".

O filme será em princípio um bom velho western, mas ainda deve tardar um pouco a acontecer, já que a empresa de Cruise está neste momento a trabalhar no remake do "The Eye".

Mas mesmo assim, aqui fica a informação!

Ah... e já agora, para os que ainda estavam com esperança de ver Tom Cruise em "Iron Man", lamento imenso, mas isso já não vai acontecer. Cruise desistiu da ideia...

Pág. 1/2

Siga-nos:

Blogue a 24fps que não necessita de óculos 3D. Online desde 2003.

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.