Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CINEBLOG

CINEBLOG

Saw II



"Oh Yes, There Will Be Blood"

Se no primeiro as comparações com o "Cube" eram inevitáveis, neste são ainda mais acentuadas.
Metam um grupo de pessoas num sítio fechado, e façam-nas lutar pela sua vida...

É um conceito que já se começa a esgotar... Mas... quem se importa?

Jigsaw está de volta e com ele veio também a sua característica genialidade mórbida (por exemplo: Se só tivessem uns segundos para decidir, prefeririam arrancar o olho com uma lâmina, ou deixar que uma armadilha mortal vos perfurasse a cabeça? hein?)... e isso é basicamente o ponto forte do filme: a originalidade e crueldade dos desafios...

Até porque é cada vez mais complicado distinguir este género de filme... no fundo vai tudo dar ao mesmo: Actores mediocres, orçamento relativamente reduzido (se bem que este filme já teve um orçamento maiorzito), uma realização MTV muitas vezes desnecessária, muito sangue, desmembramentos q.b., e gritos... muitos gritos... Por tanto, a única forma de inovar é na apresentação destes ingredientes.

E nisto, o "Saw" merece especial destaque, porque nos apresentou um novo género de serial killer e deu um novo sentido à palavra twist (quem não se lembra do final do primeiro filme?).

Claro que agora o twist não é tão impactante... mas também está lá... assim como uma curiosa discussão existencial que está na origem dos actos de Jigsaw.. e olhem que isto num filme gore não é muito habitual...

Só é pena aquelas "coisas" à MTV... quando é que os "novos" realizadores irão aprender que por muito cool que esses planos rápidos e destorcidos possam parecer, não há nada pior para cortar a intensidade e o suspense de uma cena?

Mas enfim... tirando isso... este é um bom filme, recomendado para os não-impressionáveis... e para quem, como eu, tem um coração de criança... dentro de um vaso com água em cima da mesa escritório...

(7/10)

Siga-nos:

Blogue a 24fps que não necessita de óculos 3D. Online desde 2003.

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.