Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CINEBLOG

CINEBLOG

O nome do próximo livro do Harry Potter é...

O website da J.K. Rowling (!) foi recentemente actualizado com um novo jogo no qual podem conhecer o nome do próximo livro do Harry Potter (que se não surgir nada de novo, será o último).

Se forem gente honesta podem jogar o jogo... caso contrário basta seleccionarem o seguinte texto em branco:

--> HARRY POTTER AND THE DEATHLY HALLOWS <--

ACTUALIZAÇÃO: E segundo o JN, o título em português será nada menos que:

--> HARRY POTTER E OS SANTOS MORTUÁRIOS <--

(obrigado Luís pelo apontamento!)

"The Holiday"



"I need some peace and quiet... or whatever it is people go away for"


Nestas alturas de mãos geladas e chocolates quentes, é sempre com prazer que me desloco ao aconchego de uma sala de cinema para ver uma daqueles comédias românticas que já ninguém faz (ninguém excepto a Nancy Meyers, pois claro)

Não esperem nada de muito inovador. Tudo o que passa no ecrã acaba por ser bastante previsível (basta partir do princípio - também chamado : a primeira lei da lamechice - de que no fim, os pares românticos têm que ficar juntos), e em certos momentos o guião acaba por tropeçar nos clichés do costume.

Mas nem por isso a experiência deixa de ser menos recompensadora. Sendo a Nancy Meyers uma verdadeira artesã do género, sabemos à partida que podemos contar com diálogos excepcionalmente bons, e com um respeitável leque se situações e personagens caricatas (alguém que não consegue chorar por muito que tente, não é coisa que se veja todos dias) e ternurentas.

Kate Winslet, Jack Black, Cameron Diaz e Jude Law são os protagonistas e respectivos pares românticos, e se no início todo o conceito nos parece, no mínimo, irreal, são eles que com o carisma (e qualidade) que lhes é reconhecido nos ajudam a ultrapassar esse sentimento de estranheza. Aprendemos a conhecê-los melhor e começamos a interessar-nos pela vida deles (afinal de contas, é dessa identificação por parte do público, que vivem grande parte das comédias românticas), e lá para o fim, já não os queremos deixar partir.

Para os fãs de cinema, Meyers reserva-nos ainda alguns brindes. Para além de dois dos personagens principais terem profissões como realizadora de trailers e compositor (claro que este teria que ser Jack Black), temos ainda o personagem de Eli Wallach (sim, o Tuco de "The Good, the Bad and the Ugly"), um veterano argumentista de Hollywood, que nos ensina, entre outras coisas, o que é um meet cute, e que pretende ainda ser parte da crítica (esta um pouco oca, diga-se de passagem) à forma como o cinema se transformou numa indústria, perdendo parte da sua essência durante o processo.

Se estiverem interessados em passar um bom bocado no longínquo mundo do romance, mergulhem de cabeça neste doce da época, cheio de pecaminosas calorias (não recomendado a quem sofre de diabetes).

(7/10) * * *

Siga-nos:

Blogue a 24fps que não necessita de óculos 3D. Online desde 2003.

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.