Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CINEBLOG

CINEBLOG

"Eragon"



"I expected you to be - well, more..."


Como já é tradição, com mais um Natal, chega mais um épico de alta fantasia.

Desta feita a vítima foi "Eragon", um livro escrito por um puto de 15 anos, que é uma espécie de "Star Wars" com dragões. Mas tal como aconteceu no ano passado, os resultados estão longe de serem os ideais.

Vamos começar com o que é menos mau. Os efeitos especiais (em especial os que dão vida a Saphira) estão acima da média, as paisagens são interessantes, nenhum dos actores é francamente mau e conta com a presença de um tal de Jeremy Irons, o verdadeiro ponto de interesse do filme!

Tudo o resto é... como direi... desinteresante. Os personagens são cliché atrás de cliché (o jovem orfão que tem uma missão que vai mudar uma era, o senhor das trevas - com um estranho nome Gaulês -, o braço direito do senhor das trevas, a princesa em apuros, o experiente ancião amargurado que treina o jovem herói).

A caracterização das mesmas é tão nula como a sua evolução (possivelmente por culpa de uma história que parece estar em fast foward). Não existem laços afectivos palpáveis entre os protagonistas, o que faz com que o público se desinteresse completamente por eles... A meio de uma grande batalha lá para o final eu pensava em tudo menos naquilo que estava a ver. Simplesmente não me conseguia concentrar... E isso não pode ser bom sinal. E os diálogos... bem, a receita é fácil: Coloquem numa misturadora as palavras "sofrimento", "valor", "magia", "destino", "coragem", e deêm-lhe ao botão. É para servir bem quentinho e com muita pirotécnia. Quando esgotarem as combinações toca a ver o "Star Wars" e a tirar ideias.

A própria realização e edição é no mínimo medíocre. Vi pelo menos duas sequências dos exteriores da casa de Eragon, que usaram exactamente a mesma cena.

Perante este cenário só uma coisa me ocorre. Temos mesmo que elogiar Jeremy Irons. O homem mesmo com o cliché ambulante que era a sua personagem, conseguiu manter-nos pegados ao ecrã. O filme não merecia que ele se esforçasse tanto.

Estava à espera que fosse - bem... mais.

(4/10) * *

18 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Siga-nos:

Blogue a 24fps que não necessita de óculos 3D. Online desde 2003.

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.