Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CINEBLOG

CINEBLOG

Disturbia



"Where are the coffee and doughnuts? You can't have a stakeout without coffee and doughnuts."


Ora aqui está uma boa surpresa.

"Disturbia" surge-nos como (pelo menos quando vê-mos o trailer é com essa ideia que ficamos) uma espécie de remake de "Rear Window" para adolescentes. E mesmo que isso no fundo seja verdade (é de facto uma versão actualizada do clássico de Hitchcock, com Shia LaBeouf a fazer as vezes de James Stewart) não deixa de por isso ser um bom filme.

Temos aqui um thriller bem montado, intenso e com tensão suficiente para nos manter interessados durante a hora e meia de duração. Nada de violência gratuita nem de cenas de sexo despropositadas. Se querem disso, há certamente um par de outras opções em cartaz.

LaBeouf é o protagonista (tal como em "Tranformers"... mas quem é este puto que veio assim do nada para os papéis principais?) e não desperdiça a oportunidade de nos mostrar as suas interessantes qualidades como actor. O mesmo acontece com o seu inimigo on-screen, David Morse, particularmente assustador e imprevisível.

Umas das qualidades do filme passa por não ir logo pelo que interessa. O argumento nunca se mostra demasiado apressado e isso reflecte-se no bom desenvolvimento dos personagens, pelo menos o suficiente para que nos interessemos minimamente pelo que lhes poderá acontecer.

Temos um thriller à moda antiga, intrigante, com representações sólidas e imprevisível quanto baste (confesso que neste aspecto, os meus padrões ultimamente estão bem baixitos - sim, o final via-se vir a léguas, mas o caminho até lá foi uma travessia surpreendente).

Ok, talvez não seja assim tão à moda antiga quando nos começam a injectar com apetrechos hi-tech (da X-Box Live ao habitual portfolio da Apple - iPod, iTunes e iMac, passando pelos Nokias, temos aqui um verdadeiro desfile de alta tecnologia) ... Pronto, mas isso também nunca me incomodou, não vai ser agora... Talvez me incomode mais aquele microfone que teima em aparecer.

Eu por mim recomendo. E é, provavelmente, o melhor remake que nunca se fez de algo do Hitchcock.

(7/10) * * *

4 comentários

Comentar post

Siga-nos:

Blogue a 24fps que não necessita de óculos 3D. Online desde 2003.

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.