Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CINEBLOG

CINEBLOG

Up in the air: Nenhum Clooney é uma ilha

 
Up in the Air de Jason Reitman | 2009


Confesso que tinha grandes reservas para este Up in the Air. Depois de Juno, o realizador Jason Reitman prometia tornar-se no novo menino bonito do cinema indie (e Deus sabe como me faz comichão essa subcultura de bebés chorões comercialmente alternativos). Entrei na sala com medo. Tinha receio que me atacassem  com aquelas canções cuja sonoridade parece ter ficado perdida algures numa maternidade e que a minha sanidade mental não aguentasse o excesso de referências à cultura pop. Tive uma surpresa. Provavelmente a grande surpresa dos últimos anos.

Ao contrário de Juno, Up in the Air não gasta as baterias a tentar parecer fixe. Reitman conduz a câmara com muita classe e maturidade, sempre de olho do manual de instruções das comédias clássicas. O guião é limpo, eficaz e com duas ou três surpresas na manga (quando pensamos que está a cair no inevitável cliché dá-nos um abanão que canaliza de novo a nossa atenção para o enredo).

O tema de Up in the Air não é novo. O tipo mais cool à face da terra (que ganha a vida a viajar pelo mundo enquanto despede pessoas que nunca viu) defende com unhas e dentes uma filosofia de vida onde ele é o centro do universo e as outras pessoas são apenas adereços descartáveis. Um dia conhece alguém (o inevitável interesse feminino), as coisas mudam e descobre que afinal os homens não são, de facto, ilhas.

O pano de fundo cai que nem uma luva no actual cenário de crise global e a coisa funciona como se fosse a primeira vez que alguém se tivesse lembrado de trazer o assunto ao grande ecrã. O enredo flui com a naturalidade e a emotividade desejadas - apesar de não conseguir fugir a um excesso de esquematização - e as interpretações do triângulo Clooney, Farmiga e a twilighter Anna Kendrick são do melhorzinho (e mais carismático) no que vai de ano.

 

Para ver sem reservas. E de preferência na primeira classe. 

3 comentários

Comentar post

Siga-nos:

Blogue a 24fps que não necessita de óculos 3D. Online desde 2003.

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.