Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CINEBLOG

CINEBLOG

Óscares 2012 - O cinema a gostar dele próprio numa noite a preto e branco

É mesmo verdade: depois de tantos anos de experiências falhadas, a Academia voltou a acertar em cheio no host. Billy Cristal - que até nem foi a primeira escolha - lá acabou por ser o anfitrião e um dos pontos mais altos de uma noite fraca em surpresas e morna em espetáculo.

O duelo foi o esperado: de um lado o cinema mudo de The Artist, do outro o 3D multi-milionário com toque clássico de Hugo. Fosse qual fosse o resultado, as tendências onanistas do cinema prometiam dominar a gala.

Como já se esperava, Hugo começou a noite a arrasar nas categorias técnicas (Fotografia, Direção Artística, Mistura de Som, Edição de Som e Efeitos Visuais) mas ficou-se por aí. Com os Óscares de Melhor Realizador, Melhor Ator (para o fantástico Jean Dujardin) e, claro, Melhor Filme (para além de Melhor Guarda-Roupa e Melhor Banda Sonora), The Artist acabou mesmo por fazer os seus 5 Óscares brilharem mais alto e assumiu-se como o grande vencedor da noite (e seria injusto se assim não fosse).

Meryl Streep foi, como esperado, a Melhor Atriz do ano (desde 1983 que tal não acontecia) e nos atores secundários também não houve surpresas. Christopher Plummer fez história ao tornar-se no ator mais velho a ganhar um Óscar (82 anos, ou seja, menos 2 do que o próprio Óscar) e Octavia Spencer levou para casa o único Óscar da noite para The Help.

Naquelas que foram as categorias mais discutíveis do ano, The Descendants saiu da sala com o Óscar de Melhor Argumento Adaptado e Midnight in Paris levou para casa o prémio para o Melhor Argumento Original.

Na animação - e sem a Pixar a competir - o Óscar foi, mais uma vez sem surpresas, para Rango. Já o filme Iraniano A Separation foi considerado o Melhor Filme Estrangeiro.

 

Pelo meio tivemos um excelente Robert Downey Jr. em modo documentarista, um Nick Nolte em versão Terminator Santa, uns Marretas sempre em grande e até... circo.

 

Para o ano há mais. 

 

P.S. E caso se estejam a perguntar pelo Dictator, sim, ainda a Gala não tinha começado e já o Sacha Baron Cohen tinha sido expulso.

2 comentários

Comentar post

Siga-nos:

Blogue a 24fps que não necessita de óculos 3D. Online desde 2003.

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.